MPI

O Mestrado Profissional em Ciência, Tecnologia e Inovação (MPI) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) objetiva gerar capital intelectual e processos que desenvolvam uma cultura da inovação nos ambientes que compõem a tríplice hélice do desenvolvimento socioeconômico (universidades, empresas e setores governamentais), bem como a interação desses ambientes.

O MPI repousa em uma grande área: Gestão da Inovação e da Informação, subdividida em duas linhas:

1. Linha de pesquisa: Gestão da Inovação

É centrada na capacitação de competências e habilidades de metodologias, de ferramentas e de estratégias para a transformação da informação científico-tecnológica em riqueza socioeconômica, a partir da análise de cenários para identificação de oportunidades, planejamento de estratégias de inovação inter e intra organizações e acompanhamento dos resultados, bem como da captação e da gestão de recursos financeiros, da gestão da propriedade intelectual e da transferência de tecnologia.

A linha Gestão da Inovação, de caráter teórico-conceitual, conta com as seguintes disciplinas, cada uma com carga horária de 45 horas/3 créditos:

  • Estratégia Competitiva e Inovação
  • Fontes de Financiamento e Gestão Financeira da Inovação
  • Gestão da Criatividade
  • Inovação, Economia e Desenvolvimento
  • Inovação e Inteligência Competitiva
  • Inovação, Universidades e Governos
  • Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia
  • Qualidade em ambientes de inovação
  • Recursos Naturais, Informação e Inovação
  • Tópicos Avançados em Gestão da Inovação e da Informação

Tópicos Avançados em Gestão da Inovação e da Informação é uma disciplina de ementa aberta, que visa abordar conhecimentos específicos da gestão de inovação em áreas estratégicas para o desenvolvimento socioeconômico local; da fronteira da gestão de tecnologia da informação, bem como suas tendências; da economia criativa e solidária, assim como da fronteira do conhecimento de todas as áreas.

2. Linhas de Pequisa: Desenvolvimento de Tecnologias para a Inovação

É centrada na capacitação de competências e de habilidades para o desenvolvimento de metodologias, de ferramentas e de estratégias, adaptadas a cada situação-problema, voltadas à governança e à operacionalização da gestão da inovação e da informação, nas organizações.

A linha Desenvolvimento de Tecnologias para a Inovação, de caráter prático-instrumental, conta com as seguintes disciplinas, cada uma com carga horária de 45 horas/3 créditos:

  • Experimentação e Validação de Soluções Tecnológicas
  • Gerenciamento de Processos de Negócios
  • Gestão de Projetos
  • Inovação: da bancada ao mercado consumidor
  • Metodologias e Ferramentas para o desenvolvimento de Novos Produtos e Novos Negócios
  • Negócios Eletrônicos e Novas Mídias
  • Prospecção de Informação Científico-Tecnológica
  • Sistemas de Apoio à Decisão e Inteligência Empresarial
  • Tópicos Avançados em Desenvolvimento de Tecnologias para a Inovação

Tópicos Avançados em Desenvolvimento de Tecnologias para a Inovação é uma disciplina de ementa aberta, que visa abordar o Estado da Arte de ferramentas, de metodologias e de estratégias para operacionalização da inovação nas organizações.

 

Em específico, a partir da área de concentração gestão da inovação e da informação, o curso objetiva formar gestores da inovação e da informação capazes de [1] identificar janelas de oportunidade de geração de riqueza socioeconômica a partir da gestão estratégica da informação científico-tecnológica, de todas as áreas de conhecimento da universidade, para atuar nas organizações da tríplice hélice; assim como de [2] desenvolver tecnologias para operacionalizar a inovação nas organizações, adaptadas a cada situação-problema. Como desdobramento, a proposta objetiva:

(I) estimular e apoiar a constituição de alianças estratégicas e o desenvolvimento de projetos de cooperação envolvendo empresas nacionais, Institutos de Ciência e Tecnologia e organizações de direito privado no Estado do Rio Grande do Norte, que objetivem a geração de produtos e processos inovadores, conforme prevê a Lei 10.973/2004, de 02 de dezembro de 2004, que dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e dá outras providências;

(II) contribuir com a consolidação da política de inovação da UFRN, com o fortalecimento do Núcleo de Inovação Tecnológica do Departamento de Inovação e Empreendedorismo da Pró-Reitoria de Pesquisa da UFRN e com a criação da Agência UFRN de Inovação vitrine das tecnologias da universidade;

(III) implantar e consolidar ambientes inovativos, como incubadoras e parques tecnológicos, envolvendo todas as áreas do conhecimento da UFRN;

(IV) fortalecer a economia do Estado do Rio Grande do Norte.